Livros
Capa do livro Primeiro, o corpo: corpo biológico, corpo erótico e senso moral

Psicanálise

Primeiro, o corpo: corpo biológico, corpo erótico e senso moral

  • Páginas: 192
  • Formato: 15x23 cm
  • ISBN: 9788583181217
  • Tradução: Vanise Dresch

Vivemos simultaneamente em dois corpos: o corpo biológico, que é o corpo dos órgãos e das funções, o corpo que figura nas pranchas de anatomia, aquele que examinamos no microscópio ou que tratamos com antibióticos; e o corpo erótico, que é o corpo vivido, aquele que “habitamos”, através do qual experimentamos a vida, o sofrimento, o prazer, a excitação sexual, o desejo. Um é inato, o corpo biológico. A partir dele constrói-se gradativamente o outro corpo, o corpo erótico, que, portanto, é da ordem do adquirido.

Este livro explica o processo pelo qual o corpo erótico se descola pouco a pouco do corpo biológico. Da qualidade e da progressão desse processo depende o advento do corpo erógeno, que é uma das formas em que a infância é memorizada no adulto. O que acontece quando esse processo encontra obstáculos que o dificultam? Uma vulnerabilidade do corpo pode se manifestar pela formação de sintomas psicopatológicos, mas também por arranjos defensivos que reduzem a sensibilidade ao sofrimento (tanto ao próprio sofrimento quanto ao sofrimento alheio), como no caso dos psicopatas, por exemplo. Podemos então, com base nisso, formar uma concepção psicanalítica do senso moral?

Primeiro, o corpo faz parte da coleção em parceria com a Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA).

Sobre o autor

Christophe Dejours é psicanalista, vice-presidente da Associação Psicanalítica da França, membro titular do Instituto Psicossomático Pierre Marty de Paris, presidente do conselho científico da Fundação Jean Laplanche – Institut de France, professor universitário de autor de diversos livros. É considerado o pai da psicodinâmica do trabalho.

página do autor

Institucional

Livros

Loja

RSS | © Dublinense - Todos os direitos reservados